FYP - Toilet Kids Bread

R$ 20,00
R$ 20,00

Depois de lançar Dance My Dunceo clássico segundo álbum dos californianos do F.Y.P, a Läjä Records licenciou da Recess Records outra pérola deles: Toilet Kids Bread

Lançado originalmente em 1996, o CD captou um momento muito inspirado do trio liderado pelo ex-skatista Todd Congelliere. Nele o vocalista/guitarrista assina todas as letras, com exceção de Fuck Authority, do Raw Power que eles transformaram em Raw Potore e num berreiro desenfreado. 

Segundo nota no encarte, a canção apareceu na coletânea Welcome To 1984 e além de ser a melhor canção era, na opinião deles, a melhor música de hardcore já escrita. Se estão falando sério ou sendo sarcásticos não dá para saber, porque tudo no F.Y.P é meio assim. A imaturidade (no melhor dos sentidos possíveis) é a marca registrada da banda, seja através das letras, dos vocais extremamente desafinados ou dos desenhos que parecem tirados do Jardim da Infância. 

É uma pena que o grupo acabou, mas pelo menos deu a luz ao Toys That Kill (nome de seu último álbum, lançado em 2000) e deixou mais que um punhado de boas canções, mas hinos toscos e com personalidade marcante. 

Quando era pra soar crus, eles faziam “impecavelmente” – como em Beat You With a Plunger, One Lump or Two e a seqüência Sweetning your gas tank e Drown a metermaid – , se desse na telha de tocar um bubblegum, mesmo que não tão bonito quanto as demais bandas, saía de uma forma tão espontânea que contagiava – como All Grown Up, New York City e Audrea Lee (com um xilofone). 

Toilet Kids Bread tem momentos geniais, como Dispose Me onde Todd diz fumar catnip, além de Hermit onde ele faz lamúrias como um bebê birrento. 

As boas lamentações de Die Young (e sua surpresa) encerram o disco cuja produção ficou nas mãos de Blag Dahlia, do Dwarves, então mesmo nos momentos que mais se aproximariam de algo pop a sujeira está lá de alguma forma, como crianças que recém saíram do banho e estão com seus dedinhos enterrados no nariz à procura de meleca. Hmmmm pensando bem este é o verdadeiro clima de um disco do F.Y.P e acho que é por isso que eles são tão bons! [Resenha por: Ricardo Tibiu]


Tracklist:

01. Heathen Like Me

02. Beat You With A Plunger

03. All Grown Up

04. N.Y.C

05. One Lump Or 2

06. Apathy And Me

07. Audrea Lee

08. Smartest Schmuck

09. Dispose Me

10. Piss On Rye

11. Raw Potere

12. Hermit

13. Sweetening Your Gas Tank

14. Drown A Metermaid

15. Die Young

Google Safe Browsing Norton Safe Web Formas de pagamento